Carrinho vazio.
A COISA MUITO ALÉM DO CORAÇÃO SELVAGEM DA VIDA
×
A COISA MUITO ALÉM DO CORAÇÃO SELVAGEM DA VIDA
A COISA MUITO ALÉM DO CORAÇÃO SELVAGEM DA VIDA
R$ 52,00
2× de R$ 26,00 sem juros
vezesparcelatotal
sem jurosR$ 52,00R$ 52,00
sem jurosR$ 26,00R$ 52,00
R$ 17,85R$ 53,55
R$ 13,59R$ 54,36
R$ 11,03R$ 55,15
R$ 9,32R$ 55,92
R$ 8,11R$ 56,77
R$ 7,20R$ 57,60
R$ 6,49R$ 58,41
10×R$ 5,92R$ 59,20
11×R$ 5,46R$ 60,06
12×R$ 5,08R$ 60,96
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

vezesparcelatotal
sem jurosR$ 52,00R$ 52,00
sem jurosR$ 26,00R$ 52,00
R$ 18,16R$ 54,48
R$ 13,93R$ 55,72
R$ 11,35R$ 56,75
R$ 9,60R$ 57,60
R$ 8,34R$ 58,38
R$ 7,40R$ 59,20
R$ 6,68R$ 60,12
10×R$ 6,09R$ 60,90
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

Adicionar ao Carrinho
Silas Corrêa Leite
ISBN 978-6586270518
2021 -128 páginas

Sinopse: Este livro narra a história de um rapaz que desde a infância pobre viveu o inferno na terra, mesmo tendo um forte nome de registro. Malcuidado, mal-amado e carente, teve que aprender a sobreviver por si mesmo a duras penas. Tendo pesadelos, vendo lendas de terror na web, queria ser uma “Máquina Mor-tífera”, como no filme violento, para tentar fazer justiça com as próprias mãos, e com loucos planos de fugir, sumir no mundo, com sua usada mochila do Homem-Aranha e um skate com ade-sivos de propagandas de refrigerantes. Um dia garra a floresta atlântica, a Serra do Mar, mata cerrada da Grande SP. Pe-rambula no ambiente fechado, tentando sobreviver mal e porcamente, pouco se lixando para riscos, ou se a morte o caçasse, pois assim deixaria de ser um peso morto para o pai insensível, já que a mãe sumira de sua vida, o deixara sozinho, e sua querida avó morrera. Karl Mark, nome de berço, vulgo Carlito, nas quebradas das favelas, era carente. Mas nem tudo estava perdido. Ele iria conhecer aquilo que não sabia o que era; que não podia dizer o nome, e que, quase morrendo de medo pelo inaceitável e inexplicável, logo chamou de A coisa. Fujam com ele e embarquem para muito dentro e além do coração selvagem da coisa!
Assine nossa newsletter e concorra a dois livros todo mês!